quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Nokia vai lançar (finalmente?) telemóveis com versão própria de Android



A Nokia apresentou nesta segunda-feira, no Mobile World Congress, em Barcelona, três modelos de telemóvel que são os primeiros da marca equipados com Android.

No entanto, a fabricante finlandesa criou a sua própria versão do sistema, com uma interface inspirada no Windows Phone e com serviços da Microsoft pré-instalados. Os novos Nokia X, X+ e XL não usam os serviços do Google, que tipicamente vêm pré-instalados nos telemóveis com Android, como o Gmail ou os Mapas Google. Em vez disso, têm os mapas Here, da Nokia, o e-mail Outlook.com e o serviço de alojamento online One Drive, ambos da Microsoft. Em alguns mercados, os compradores terão direito a um ano de chamadas gratuitas através de Skype, um serviço que também é da Microosft. Os utilizadores, no entanto, poderão instalar as muitas aplicações para Android, incluindo as do Google.
Os três modelos surgem pouco antes de se concluir a compra do negócio de telemóveis da Nokia por parte da Microsoft, um negócio que conclui três anos de uma estreita parceria, que fez com que a  Nokia abandonasse as suas próprias plataformas e passasse a usar o sistema Windows Phone, que equipa a linha de smartphones Lumia. Apesar dos esforços da Nokia, o Windows Phone é pouco usado pelos outros fabricantes e está num afastado terceiro lugar, num mercado que é liderado pelos muitos Android e onde os iPhone surgem em segundo.
A Nokia apresentou os telemóveis como sendo uma porta de entrada dos consumidores para os modelos Lumia. Os preços ficam no patamar inferior do mercado de smarphones e os alvos são sobretudo as economias emergentes, embora a Europa esteja entre as regiões contempladas para comercializar os aparelhos. O Nokia X será imediatamente posto à venda, por 89 euros, antes de impostos. O X+ custará 99 euros e o XL, 109 euros. Chegarão ao mercado no início do próximo trimestre.

Enviar um comentário