segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Dias negros para os estudantes universitários.

Quase 750 estudantes cancelaram a sua inscrição nas universidades do Porto e de Coimbra desde o início do ano lectivo. Também na Universidade do Minho (UM) o número de abandonos ronda os 500. As associações académicas atribuem culpas às novas regras de atribuição de bolsas de estudo.

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), este número não é superior ao que se tem verificado em anos lectivos anteriores. "Nenhuma relação terá com o actual regime de bolsas", sustenta Mariano Gago. O ministro lembra que cada universidade dispõe dos recursos e poderes para intervir sempre que tenha conhecimento de algum caso de risco de abandono escolar de alunos que, tendo aproveitamento académico, evidenciam carências de rendimentos.

Ler a notícias completa no Público.

É apenas uma publicidade...

da Pantene, mas com uma grande lição. É assim a publicidade, quantas vezes nos surpreende.

Imperdível!

domingo, 30 de janeiro de 2011

Mercado da Música em mudança.

As editoras discográficas Universal e Sony Music vão iniciar em Fevereiro, no Reino Unido, um novo sistema de venda de singles, em mais uma tentativa para ultrapassar a pirataria na Internet, revelou na segunda-feira o jornal “Guardian”.
A ideia é pôr no mercado as canções que antecipam a edição de um álbum – os singles – no dia em que são estreadas nas estações de rádio, para evitar que os consumidores as copiem da Internet.
“Esperar não é uma palavra que exista no vocabulário da actual geração. Está ultrapassada a ideia de que podes aumentar o potencial de uma canção tocando-a em antecipação durante várias semanas numa rádio”, disse o responsável pela Universal Music, David Joseph, citado pelo jornal britânico.
A mudança dos tempos na venda de singles é referida pelo “Guardian” com o exemplo do concurso televisivo “X Factor”, cuja canção vencedora, interpretada por Cardle, vendeu 439 mil cópias pouco depois de terminada a transmissão da final.
Assim, a Universal e a Sony irão, a partir de Fevereiro, adoptar um sistema que designaram por “on air, on sale” (“no ar, à venda”, numa tradução livre), para responder a uma necessidade imediata de satisfação do consumidor.
Com esta decisão da Universal e a Sony, espera-se que a venda imediata de singles ponha um artista mais rapidamente na tabela dos mais vendidos.
No Reino Unido, as vendas de música caíram cerca de seis por cento em 2010.



João Ribeiro Nº 22324

Video engracado @ pausa de estudo!

Pois é caros colegas, aqui está um bom video para verem enquanto fazem uma merecida pausa no estudo para os exames....
se não estão a estudar... vão se divertir na mesma :D


mais um excelente momento de inspiração de Rui Unas...

(para quem não conhece o primeiro original, Clique AQUI)

Cumprimentos cordiais, Beijinhos e abraços a quem devido!

Miguel Azevedo

The fun Theory - Mudar o comportamento do consumidor de forma divertida

Não é propriamente uma novidade aqui no Bimarketing, mas de qualquer forma penso que o último vendedor do concurso do The Fun Theory, merece ser visto. Isto é a criatividade aplicada no melhor.







Estou a pensar lançar um concurso semelhante no 2º semestre... Podem começar a gerar ideias criativas. O objectivo será mudar o comportamento dos alunos da nossa faculdade. Comecem a pensar em comportamentos que vos irritem e em formas divertidas de procurar mudar esses comportamentos.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Ouvir bem para vender melhor.

Para falar bem não basta uma boca. Tem muita gente que, não sabendo usá-la, tem feito um grande estrago com o que diz. Da mesma forma, não basta um par de olhos para saber ver bem. Muitos olham, olham e não conseguem ver o que só poucos descobrem. E esses POUCOS, com suas descobertas, acabam inovando e revolucionando o mundo. A mesma coisa se dá com nossos ouvidos. Ouvir é alguma coisa que fazemos todos os dias.


A questão é quão bem você ouve. Ouvir é uma coisa, compreender o que se ouve é totalmente diferente. Saber ouvir leva tempo, prática e paciência. Requer a capacidade de ficar quieto e deixar a outra pessoa falar por quanto tempo for necessário, mesmo quando naquele momento sua mente já esteja iniciando um raciocínio, ou uma contra-argumentação.

Infelizmente, reconheçamos: a grande maioria dos vendedores não sabe ouvir bem. Ouvir bem significa que ouvimos com nosso corpo e coração, a ponto de sentirmos o que está sendo dito. Quando nós realmente ouvimos, criamos uma conexão entre nós e o outro; uma ligação invisível que nos conecta e nos permite entrar profundo na pessoa e melhor entender quem ela é e o que deseja. Conhecemos seu interior.

Assuma, hoje mesmo, um compromisso de ouvir melhor. Pratique ouvir o que os outros dizem. Foque na outra pessoa, no que ela tem a dizer, não em você mesmo. Veja se você pode ouvir não só o que está sendo dito, mas também o que não está sendo dito. Sinta a conexão criada com a outra pessoa. Tornar-se um melhor ouvinte requer prática, entretanto você abrirá um novo e fascinante mundo de conhecimento, de oportunidades de venda. Ouvir nos ajuda a entender melhor os outros e a nós mesmos. Reparou que somente aprendemos quando ouvimos? Já quando falamos, no máximo, confirmamos o que sabemos. Até mesmo a Bíblia nos ensina que "a fé vem pelo ouvir". Roy Moody nos ensinava que "o maior incentivo que você pode dar a alguém é ouvi-lo". Ouça seus clientes, sua família, seus amigos e você aprenderá muito com eles; principalmente a ouvir você mesmo.

No caso de clientes, saber ouvir é fundamental para se evitar dar respostas longas, chamadas bumerangues: ao lançá-las, acabam voltando para você como uma arma. Respostas detalhadas são interessantes, às vezes conclusivas. Entretanto, se tudo o que seu cliente está precisando é de uma resposta simples, o excesso de detalhes pode atrapalhar a mensagem.


Antes de responder às perguntas de seus clientes, é uma boa ideia ouvir o que realmente está sendo perguntado. Se você simplesmente souber dar as respostas simples e certas, poderá economizar um bom tempo seu e de seu cliente, além de evitar precipitações que podem lhe trazer grandes prejuízos. Na grande maioria das vezes, é só isso que seus clientes querem, uma resposta simples. Uma vez, perguntei a um vendedor sobre a credibilidade de sua empresa. Ele me mostrou certidões negativas de cartório, disse que os atrasos na entrega e os problemas de qualidade do produto já estavam solucionados e que eu podia ficar despreocupado. Eu não sabia de nada disso... e acabei não comprando.

Certifique-se do que está sendo perguntado antes de dar qualquer longa e detalhada resposta. Ouça, pergunte, compreenda e, só então, dê a sua resposta. Se você acha que isso pode lhe dar mais trabalho, lembre-se de que não fazê-lo pode lhe custar uma venda. Qual você prefere? Trabalhe melhor, ouça melhor, e escute o tilintar das moedas em sua caixa!


João Ribeiro Nº22324

Divulgação - 2ª Edição do Workshop Cinema Digital

A filmesdamente promove a 2ª Edição do Workshop Cinema Digital com DSLR, dias 5 e 6 de Março em Lisboa.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

A classe de conduzir um cliente com subtileza.


Esta cena extraída do filme "A Vida É Bela"(1997) mostra-nos que é possível através do poder das palavras conduzir o cliente a uma escolha feita, a priori, por nós. Apesar de caricaturada, esta cena demonstra que a persuasão pode ser feita de uma maneira muito subtil mas no entanto eficaz.

João Ribeiro, Nº22324

Bolsa Santander

Bolsas Santander
O Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades visa estreitar as relações académicas bilaterais, promover um espaço ibero-americano de educação superior e estimular a mobilidade internacional dos estudantes universitários, e a excelência universitária.

Participam no Programa 17 universidades portuguesas, entre as quais a Universidade da Beira Interior, e 20 universidades brasileiras.

Através deste Programa, os estudantes dos primeiros ciclos, ciclos de estudos integrados e segundos ciclos de estudos da UBI poderão usufruir de uma experiência de intercâmbio durante um semestre, com garantia de reconhecimento das habilitações efectuadas e com direito a uma bolsa no valor de 2.300€, integralmente suportada pelo banco Santander Totta.

O período de candidaturas decorre, normalmente, durante todo o mês de Fevereiro de cada ano.

Mais informações em: https://www.ubi.pt/Entidade.aspx?id=Bolsas_Santander

Samsung e Google fazem parceria para criar TV



A Samsung Electronics, maior fabricante de TVs do mundo, está a negociar com a Google um acordo para produzir uma TV comligação o à internet com a marca do site de buscas, mas as companhias ainda têm questões a serem resolvidas, disse o chefe da unidade de televisão da Samsung.
As negociações fazem parte de uma série de acordos que a Samsung vem fechando em conteúdo e tecnologia, visando conquistar uma fatia maior do crescente mercado de TVs 'inteligentes', que espera irá elevar suas vendas de TVs de tela plana em 15 por cento.
"Estamos a discutir com a Google, mas ainda há algumas questões para resolver e queremos que seja um acordo que beneficie ambos os lados", disse Yoon Boo-keun a jornalistas durante a feira de eletrônicos Consumer Eletronics Show, em Las Vegas.
A Samsung anunciou parcerias com Comcast, Adobe e DreamWorks Animation para ressuscitar as suas vendas de televisões 3D e com conexão à Internet, que foram mais fracas que o esperado, e evitar que a acirrada concorrência de preços mantenha os preços baixos.

Por :Francisco Oliveira 24656

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Parece que os dias de glória do Search Engine Optimization (SEO), como estratégia de avaliação para os editores digitais lentamente vão perdendo brilho. A palavra de ordem actual é Social Media Optimization (SMO.)

Ao contrário de SEO, que usa algoritmos para classificar os resultados da pesquisa, SMO utiliza a vontade da público para determinar o que é importante. Mais significativamente, o SMO coloca um rosto digital em cada membro da audiência.

Um sinal da mudança dramática na navegação na Internet é que um utilizador médio neste momento gasta quase três vezes mais tempo no Facebook do que no Google. (Para aqueles com idades entre os 12-24 idades, é mais do que quatro vezes!) isto tudo requer uma reavaliação da abordagem de distribuição de conteúdos para as redes sociais. Este factor é agora mais crítico do que nunca.

Ninguém poderá garantir que as tácticas de SMO não irão mudar ao longo do tempo para acompanhar as mudanças na redes sociais. Mas hoje, o Facebook eo Twitter são as duas importantes. Por isso há que configurar uma estratégia de marketing para desenvolver o Fanship, isto é, criar fãs e desenvolver a lealdade para a sua página nas Redes Sociais.

Parece que o sucesso nesta fase é transformar visitantes em fãs. Afinal parece que os nossos amigos da Social Nylon é que estão certos... por agora.

Disco externo à prova de bala, quedas e mergulhos

A empresa ioSafe apresentou na maior feira de tecnologia do mundo o seu novo produto electrónico ultra-resistente. Trata-se de um disco externo capaz de resistir a quedas, tiros e mergulhos.

A apresentação foi feita na Consumers Electronics Show e teve direito a rajadas de tiros de espingarda de modo a provar a resistência deste novo produto.

A empresa não garante o selo "à prova de bala", admitindo que a apresentação com tiros de espingarda foi só um modo de promover e exemplificar a sua durabilidade, mas, de acordo com os relatos, a informação no disco ficou intacta.

A carcaça do disco é impermeável, o que garante a integridade da informação contida seja em água doce ou salgada a uma profundidade de três metros na versão aluminio, até um limite de 3 dias, ou cerca de nove metros de profundidade no caso da versão em titânio.

No caso das quedas, estes podem cair de três metros na versão de aluminio, e de seis metros na versão titânio.

Estes equipamentos são compativeis com PC e Mac apresentando conectividade USB 3.0 e FireWire, sendo que estão disponiveis com capacidades entre os 250 GB e 1 TB. O preço minimo ronda os 116 euros.

Fonte: Tek
Carlos Reis (a25830)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Segundo prémio do concurso "Atreve-te" para a UBI

Uma equipa da UBI venceu o segundo prémio do concurso "Atreve-te". Dez mil euros atribuído pela TMN vieram para a Covilhã, numa iniciativa nacional dirigida a estudantes universitários com o projecto Gula - Guerrilha & Digital Marketing.
Mais informações em http://www.urbi.ubi.pt/_urbi/pag.php?p=8814

Arminda do Paço

Como um smartphone ajuda a aumentar vendas...

Aqui está escrito o resultado de uma pesquisa feita por um Investigador do MIT nos EUA, que esteve a avaliar a capacidade de inovação dos vendedores durante alguns meses, e descobriu uma nova geração de excelentes vendedores que simplesmente estavam a revolucionar a arte de apresentar os seus produtos ou serviços no menor espaço de tempo.

Normalmente chamamos a isso “discurso de elevador”, onde nos desafiam para, entre 30 segundos e 1 minuto, sermos capaz de apresentar o que fazemos e o que vendemos a um perfeito estranho.

Neste artigo, o investigador conta a experiência vivida numa conferência entre aspirantes de empreendedores e possíveis investidores. Como sempre, neste tipo de conferências, é dado um intervalo um pouco mais longo nas pausas para o café para dar oportunidade a estes dois grupos conviverem e conseguirem conversar e interagirem. Segundo o investigador, houve um empreendedor que lhe chamou mais a atenção, porque ao invés de gastar o seu minuto de intervenção com um investigador a explicar como o seu produto poderia ser um excelente negócio, ele sacou do seu Iphone e fez uma apresentação do produto, tudo com base num filme onde apresentava, descrevia as funcionalidades e demonstrava como utilizar o seu novo produto.

O facto de estar a ver a apresentação deste novo produto, fez com que o possível investidor despendesse mais do que os tais 30 segundos. O investidor começou a fazer mais perguntas, interagiu com o Iphone onde pode ver outros filmes com mais funcionalidades e ficaram a conversar e a interagir sobre toda a potencialidade do seu produto para além do intervalo. O resultado desta conversa inicial, segundo o investigador, foi um investimento de mais de 3 milhões de dólares.

Num inquérito posteriormente enviado ao investidor a perguntar o que mais lhe despertou interesse no produto que tinha feito o investimento, a resposta recebida foi: “Primeiramente fiquei desconfiado, mas o facto de poder interagir com o smartphone levou a conversa muito mais próxima dos meus objectivos. Já estou farto de ver apresentações em panfletos com muitas imagens que não tem nenhuma relação com o produto, letras muito pequeninas e uso de muitas palavras ‘caras’ para descrever verdadeiros flops. O facto de ter visto um filme muito bem elaborado, com informações e uma explicação simples, directa e focada, deu-me toda a visão inicial que precisava para poder agendar uma segunda reunião”.

O que podemos concluir deste pequeno testemunho é que a arte de vender começa a atingir patamares que se nós não nos actualizarmos e procurarmos por a tecnologia ao nosso trabalho, teremos muito em breve a nossa cadeira ocupada por alguém muito mais capaz. Confesso que nesta primeira parte do artigo deste investigador, o que mais me despertou a atenção foi o facto de já possuir um Iphone a quase um ano e NUNCA o ter usado para me ajudar a vender.

Quantos de nós já gastou várias horas a criar powerpoint’s para podermos demonstrar os nossos produtos e serviços e depois durante a reunião simplesmente não termos a menor oportunidade de usarmos, pois as condições de logística não o permitiram? A sala é demasiado iluminada, o retroprojector não funcionava direito ou tinha pouca luminosidade, as pessoas não estavam todas com a mesma disponibilidade de tempo, etc, etc.

Mais a frente, no artigo, o investigador apresenta outro exemplo: “Estava num café que fica a poucos metros do MIT, onde professores com poder de investimento e alunos que querem que os seus trabalhos de fim de curso se tornem empresas se reúnem. É um ambiente descontraído, mas muito tecnológico, não fosse estarmos no MIT. Num dos cantos deste café, reparei num aspirante a empreendedor na área da Biotecnologia que conversava com um colega meu. Não resistir e juntei-me a conversa. Passado não mais de dois minutos o aspirante a empreendedor saca do seu Ipad e começa a demonstrar toda a potencialidade do produto que tinha inventado. O facto de usar o Ipad, permitia em algumas fórmulas aumentar o tamanho da letra, vermos filmes que tinha feito a demonstrar a evolução do seu processo de pesquisa, papers que tinha publicado, site onde tinha ido buscar a inspiração inicial. Depois perguntei-lhe se podia me enviar aquela informação toda para o meu email, e no mesmo minuto ele compôs, ali na minha frente, o email e enviou-me. Dias depois voltei ao mesmo café, como habitualmente faço, e comecei a notar que mais alunos também usavam os seus smartphones ou Ipads para fazerem apresentações e discussões entre si.

Mais uma vez podemos ver como a tecnologia foi usada de forma simples mas muito eficaz para demonstrar um produto. Li, fiquei fascinado com esta nova forma de vender, apesar que em ambos os casos, apesar de serem muito semelhantes, o resultado foi um sucesso. Lembrei-me então das várias vezes que participei em eventos onde encontrei pessoas muito interessantes e que gostaria de fazer negócios com elas, mas apesar de treinar muito bem o meu discurso de elevador, não consegui passar disso.

Para terminar deixo-lhe algumas perguntas que quero que responda com sinceridade:

  • O que tem feito para melhorar a sua interlocução?
  • O que tem feito para melhorar visualmente e adicionar valor as suas palavras?
  • O que tem feito para complementar o seu discurso de elevador?
  • O que tem feito para despertar a curiosidade dos seus clientes?
  • O que tem usado para inspirar os seus clientes a comprar mais?
  • Quais técnicas desenvolveu ultimamente para ser mais persuasivo?

São as respostas a estas questões que vão fazer as suas vendas atingirem patamares que ainda não conheceu. O desafio está lançado, actualize a sua forma de vender, use e abuse das novas tecnologias, esqueça o seu computador portátil como o único meio de fazer boas apresentações. O nosso novo desafio agora é: “Como iremos usar os dispositivos móveis para melhor nos conectar às redes digitais, mas para melhor nos conectar com consumidores, clientes e potenciais clientes?”.

Pense nisso e venda muito mais!!!!

Bruno Miguel Sousa Pinheiro Nº24276

A Coca-Cola acredita num mundo melhor...



Aqui está um excelente exemplo de uma boa campanha publicitária!

E tu.... acreditas num mundo melhor?

Cláudia Dias (nº 20308)

125º aniversário da Coca-Cola


No 125º aniversário da Coca-Cola, a marca lançou um brilhante anuncio em Espanha que mostra que sem querer até estamos a criar um Mundo melhor.
Será verdade?




Joana Ferreira nº 23772

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Anuncio que reaciona com o Sol

A BBR Saatchi & Saatchi de Tel Aviv em Israel criaram um anuncio impresso que se destaca pela interactividade. Este anuncio foi feito para Shikun & Binui Solaria, uma empresa dedicada a energias renovaveis e com esta publicidade quiseram mostrar os beneficios da energia solar.





Marta Santos
Nº 21255

Euro M cria Sapatos com histórias

A

Euro M foi a agência responsável pela criação de “Sapatos com histórias”, uma campanha de solidariedade da Botaminuto que promove a recolha e doação de calçado usado, em bom estado, a instituições de solidariedade social de Norte e Sul do país.

A agência associou-se a esta causa pelo terceiro ano consecutivo, tendo desenvolvido a criatividade da campanha e executado todas as suas peças de comunicação.

Os canais interactivos são a aposta deste ano, assumindo-se os ambientes Web e redes sociais, como o blogue da iniciativa e as páginas de Facebook e Twitter, como as principais ferramentas de comunicação. Foi lançada uma acção viral em www.sapatoscomhistorias.com, onde os internautas são convidados a partilhar as histórias dos sapatos que os marcaram e que, por isso, ainda não tinham abdicado deles. Até 15 de Fevereiro, estas acções serão acompanhadas pela comunicação em meios e suportes tradicionais, nomeadamente em cartazes, na rádio, nas lojas Botaminuto e em escolas e empresas que se associem a esta causa e sirvam de centro de recolha.

Para este ano, é objectivo superar o resultado da campanha de 2010, onde se angariaram cerca de 9.000 pares de sapatos.


in http://www.marketeer.pt/2011/01/25/euro-m-cria-sapatos-com-historias/


Gonçalo Gomes

CONTINENTE LANÇA PEDIATRA ONLINE



O Pediatra online é uma nova plataforma do Continente na Internet que visa apoiar as famílias portuguesas através da disponibilização de um pediatra sempre disponível e que dá resposta às principais questões que marcam o dia-a-dia de pais e mães.

Esta ferramenta, que poderá ser consultada no site do Continente “Universo do Bebé”, vai incluir 160 pequenos vídeos gravados pelo pediatra Paulo Oom.

É um manual online, adaptado às novas tecnologias, com a garantia de que as perguntas mais frequentes dos pais, das mais simples às mais complexas, são respondidas, de forma simples e directa, por este pediatra, autor do Livro “O Livro dos Pais”.


Joana Ferreira Nº23772

As tendências do futuro

Mais uma vez, venho elucidar a nossa querida comunidade com as tendências que se aproximam e sobre as quais devemos reflectir para melhorar o nosso desempenho como profissionais de marketing!


Apresenta-se então aquela que é a "Colecção Primavera- Verão 2011 de Marketing":

"RETALHO INTERACTIVO
Em 2010 começámos a assistir a um aumento das experiências em loja com ecrãs tácteis e à disseminação de LCDs com mensagens dinâmicas das marcas, actualizadas em tempo real. Os resultados têm sido mais que encorajadores. Em alguns casos as vendas das marcas aumentaram 70%. Devemos pois esperar que 2011 seja agora um ano de explosão e crescimento nesta área.

OUTDOORS DIGITAIS E PROJECÇÕES
Sendo Portugal um país de muito sol, não tem sido fácil vingarem suportes digitais no exterior. No entanto, com a redução dos custos do equipamento bem como o aumento da sua mobilidade, é de esperar que em 2011 apareçam muitas experiências, sobretudo à noite e com projecções em edifícios.

MUDANÇAS NA BALANÇA DE PODERES
O social media está a trazer uma clara mudança no equilíbrio de poderes entre as empresas e os consumidores. O tão falado caso Ensitel é o mais recente exemplo disso. Mas não é único. Aqui e ali, os consumidores percebem que a união faz de facto a força e com 3 milhões de portugueses no Facebook, é de esperar que cada vez mais se comece a assistir a movimentos de união para mudar ofertas, negociar descontos, melhorar serviço, etc.

MODERAÇÃO NA AQUISIÇÃO
Com a crise bem presente, a evidência da escassez de recursos e a cada vez maior adopção de comportamentos ecológicos, é de esperar que aumente significativamente o mercado da venda ou aluguer de bens em segunda mão. Claramente uma ameaça para uns e uma oportunidade para outros...

ACTOS ALEATÓRIOS DE BONDADE
As pessoas cada vez partilham mais os vários aspectos das suas vidas. Problemas, desejos, ambições.... É de esperar que haja marcas atentas que decidam tomar as rédeas da situação e ajudar naquilo que podem. É o renascer do marketing relacional, a um nível muitíssimo mais pessoal, individual, emocional e poderoso...

TRANSPARÊNCIA
Cada consumidor tem hoje um megafone na mão. Por isso, basta um consumidor ver para além dos “truques” de marketing, para que todos os outros consumidores os vejam também. É pois de esperar que 2011 seja o ano de duras lições. Muitas marcas vão aprender da pior maneira que mais do que “dourar a pílula”, as empresas têm que se focar em criar produtos de excelência, e serviços irrepreensíveis.

A BOLHA DO TABLET
Os tablet vieram para ficar. Disso não tenho dúvidas. Mas como tudo relacionado com o digital, vamos ainda passar por uma bolha. O investimento que será feito nos próximos tempos na criação de conteúdos e aplicações para tablets ultrapassará claramente o nº de utilizadores e o tipo de utilização feita. Haverá depois a natural queda do cavalo. Seguida da subida cuidadosa mas constante do investimento, e desta vez, com alto retorno.

O COMEÇO DA REVOLUÇÃO DA IPTV
Não tenham dúvidas. A IPTV (meo, vodafone casa - fibra, Optimus Fibra TV, e Zon Iris) está a mudar dramaticamente a relação das pessoas com a televisão. Cada vez mais as pessoas assistem a conteúdos em diferido. Cada vez mais estão dispostas a interagir activamente com um meio que até agora promovia a ociosidade. Cada vez mais as pessoas saltam os blocos publicitários. Não tenham dúvidas, a IPTV vai obrigar a repensar o papel da televisão na comunicação das marcas. E 2011 vai ser um ano que marcará o início da mudança. Não tenham dúvidas.


O CONSUMIDOR CRIADOR
Há três anos atrás, uma marca promovia um passatempo que obrigava ao envio de fotografias e tinha uma dezena de participações. Hoje, a mesma marca faz um passatempo em que obriga ao envio de vídeos e recebe milhares de participações. A tecnologia ready-to-use, os equipamentos all-in-one e o cada vez maior à vontade dos mais novos com softwares de edições de imagem, som e vídeo está a transformar cada consumidor num criador. Um criador com vontade de fazer muito e partilhar muito. Sem dúvida uma fonte rica de conteúdos nos quais as marcas podem e devem capitalizar os seus esforços de comunicação."

Maria Aires de Sá nº 23201

(http://imagensdemarca.sapo.pt/opinioes/detalhes.php?id=2464)

Best Sales Ideas




Depois de ouvirem este senhor, acham que ele tem razão no que diz ?

Cláudia Dias
nº 20308

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Creativity or Results? Social Nylon Marketing

Tenho algumas dúvidas quanto aos resultados, mas vale mesmo a pena ver e reflectir.

Estratégias de Marketing Online - Chleba Agência Digital

Veja como as novas tecnologias mudam o comportamento dos consumidores e exigem novas estratégias de marketing


Marta Santos
Nº21255

IPAD ou Jornal ?


depois de ver este anuncio, acho que me fico pelo Jornal convencional....

FAQ's - Estudos Erasmus

 Quem se pode candidatar?
Podem-se candidatar ao programa Erasmus todos os estudantes cidadãos, ou com estatuto de residente permanente de um dos 27 países da União Europeia, e da Islândia, Liechtenstein, Noruega e Turquia.
Os estudantes têm de estar obrigatoriamente inscritos na UBI e têm de ter o primeiro ano de estudos universitários concluído.

Inscrições

As inscrições ao programa Erasmus decorrem durante o mês de Fevereiro. Os estudantes interessados têm de preencher a ficha de inscrição e efectuar testes de línguas em função do(s) países pretendidos para realizar a mobilidade Erasmus.
O formulário de candidatura deverá ser preenchido e enviado para:socrates@ubi.pt .

Calendarização

A calendarização do processo é a seguinte:
  • Fase de inscrição: de 1 a 28 de Fevereiro de 2011
  • Testes de Línguas: durante o mês de Março de 2011
  • Seriação dos estudantes: de 1 a 18 de Abril de 2011

Documentos Necessários:

  • Comprovativo de matrícula;
  • Cartão Europeu de Saúde (anexar) – é requerido na Segurança Social;
  • Cópia do Bilhete de Identidade;
  • Cópia do Número de Identificação Fiscal;
  • Duas fotografias tipo passe;
  • NIB;
  • Declaração de Procuração – Esta Procuração só é válida com autenticação do Notário ou Junta de Freguesia;
  • Cópia do Seguro – o estudante é responsável por decidir o tipo de seguro a subscrever. Deverá sempre informar-se sobre qual o seguro (se algum) exigido no país de destino (anexar documento).

Sapporo Beer Commercial

Esta campanha publicitária da cerveja japonesa Sapporo, criada pela Dentsu Canada, mostra todo o processo do ciclo da cerveja, desde a captação da água, e alguns elementos da cultura daquele país, tudo numa composição digital.




Margarida Dias
Nº23547

Rolos biodegradáveis e solúveis. Novidade ou nem por isso?

Colhogar lançou o Aqua Tube, o primeiro rolo de papel higiénico totalmente biodegradável e solúvel, que pode ser deitado na sanita. A insígnia da Georgia-Pacific responde assim aos 80% de consumidores europeus interessados em usar o Aquatube e aos 73% que acham que é sempre a sua vez de mudar o rolo, conclusões obtidas com base num estudo desenvolvido pela marca em França, Bélgica e Espanha, onde participaram mais de 3.000 consumidores.

A investigação demonstrou que apenas 55% dos consumidores inquiridos reciclam os seus rolos. 20% colocam-nos no lixo comum e 33% deixam-nos no suporte da casa-de-banho para que outra pessoa os substitua. 65% dos participantes acreditam que um rolo solúvel incentivará mais utilizadores a fazer a sua substituição, sendo a preguiça a razão apontada por mais de metade dos inquiridos para não trocarem os rolos de papel higiénico.

O Aqua Tube estará disponível em Portugal a partir de 15 de Janeiro, com um PVP recomendado de 3,40€, para um pack de 12 rolos.

Notícias copiada de aqui :http://www.marketeer.pt/2011/01/13/colhogar-lanca-rolos-biodegradaveis-e-soluveis/


Era sem dúvida uma "grande" novidade, se não eu tivesse assistido ao lançamento de um produto em tudo semelhante a este há 15 anos, dirigido ao mercado da hotelaria.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Kellog's e Nestle acusadas de publicidade enganosa no Mexico


A organização mexicana El Poder del Consumidor acusou a Kellogg's e a Nestlé de difundirem publicidade enganosa dirigida a crianças. Em causa estão os produtos Chocobabana, Choco Krispis e Zucaritas que, segundo a organização mexicana, promovem hábitos alimentares inadequados e violam os direitos do consumidor, disse a Adlatina.

No caso da Kellogg's a comunicação das marcas Choco Krispis e Zucaritas foi contestada por dizer que os seus produtos trazem qualidades físicas especiais. A Choco Krispis é ainda acusada de falar em "forticalcio" que permite "crescer grande e forte", o que será falso, segundo a organização mexicana.

Já a Nestlé foi acusada de promover o consumo de gelados Chocobabana "em vez de produtos naturais". As denúncias são apoiadas, segundo a Adlatina, em estudos científicos. Segundo este meio de comunicação o México é o segundo país com mais problemas de obesidade, logo a seguir aos Estados Unidos.

Trata-se sum caso com 4 anos, mas nao deixa de ser curioso!

Fonte: http://publicidadeenganosa.blogs.sapo.pt/

Por: Carlos Sousa 24636

Vestuário sem trabalho forçado

Apesar das empresas de vestuário e calçado serem frequentemente apontadas no âmbito das preocupações com trabalho infantil, estes sectores podem beneficiar de alguma tranquilidade com base em três relatórios divulgados recentemente nos EUA. Mas as últimas descobertas apontam para uma preocupação acrescida ao nível laboral.

Na “lista de bens produzidos por trabalho infantil ou forçado”, o Departamento do Trabalho dos EUA regista apenas seis países (Argentina, China, Índia, Jordânia, Malásia e Tailândia) onde foram encontradas violações na produção de vestuário e cinco (Bangladesh, Brasil, China, Índia e Indonésia) em calçado.

Uma proporção relativamente menos negativa, quando comparada com outros sectores, como: ouro (onde 17 países foram identificados no recurso a trabalho infantil ou forçado), cana de açúcar (15 países), tabaco (15 países), tijolos (15 países), café (13 países), bovinos (9 países), arroz (8 países) e diamantes (7 países).

Infelizmente, o algodão continua a fazer jus à sua reputação por abusos de direitos laborais, com 16 países considerados em falta, reforçando a escassez de progresso nesta área, apesar de anos de promessas.

O relatório também aponta para o impacto limitado das campanhas de grande visibilidade por parte dos retalhistas de vestuário, marcas e importadores, com o objectivo de erradicar das suas cadeias de fornecimento o algodão que provém de infractores conhecidos, como o Uzbequistão, onde milhares de crianças são retiradas das escolas e forçadas a apanhar algodão durante a época da colheita.

Claro que o aparecimento de qualquer país em tabelas como estas é totalmente inaceitável. Mas aprofundando a análise, as evidências sugerem que o uso de trabalho infantil em fábricas de confecção de vestuário destinado aos mercados ocidentais, é quase uma coisa do passado, com apenas China, Jordânia e Malásia apontados neste caso.

Dito isto, o que também se destaca é a incidência do que os relatórios chamam de “trabalho forçado”, onde os trabalhadores são ameaçados, intimidados ou fisicamente coagidos a realizar um determinado trabalho. No vestuário, o trabalho forçado foi encontrada na Argentina, China, Índia, Jordânia, Malásia e Tailândia.

O trabalho forçado é principalmente devido à mão-de-obra dos imigrantes, que chegam ao país frequentemente através de grupos organizados. Os trabalhadores são normalmente alojados em dormitórios superlotados e sobrevivem com alimentação abaixo do normal, com o alojamento e a comida a serem acrescidos aos custos dos empréstimos que contraíram para a viagem. Sem documentos de identidade, que normalmente ficam retidos até ao pagamento do empréstimo, amarrados a contratos fixos e longe de casa, estes trabalhadores são, na realidade, escravos aprisionados.

Mas enquanto o trabalho forçado é um problema que certamente não gera tanta publicidade como o trabalho infantil, é no entanto uma preocupação crescente na indústria da moda.

O Departamento do Trabalho dos EUA está preocupado em salientar que as tabelas não são destinadas a punir ou envergonhar os países listados, mas devem servir para alertar os governos a enfrentarem os problemas laborais.

Os relatórios também destacam as formas como alguns países estão a abordar estes problemas. A Jordânia, por exemplo, exige agora que todas as empresas de exportação participem no seu programa “Melhor Trabalho”, uma colaboração entre governo, empresas, compradores internacionais e grupos de trabalhadores, para fornecer informações transparentes sobre as condições de trabalho nas fábricas exportadoras.

Na Índia, as empresas que fazem parte do Concelho de Promoção das Exportações de Vestuário utilizam sistemas de monitorização e certificação como a SA8000, bem como sistemas internos de monitorização de compradores individuais, para identificar e corrigir o trabalho infantil na produção de vestuário.

Embora concordando que chamar a atenção para o problema é um passo importante para erradicá-lo, alguns observadores temem que relatórios, como os produzidos pelo governo dos EUA, colocam muitas vezes na lista negra a indústria de um país inteiro, que pode ser composta de milhares de fábricas, com base em violações de apenas meia dezena de empresas.

O próprio Departamento do Trabalho admite que alguns países com grande número de produtos incluídos na lista podem não ser os que têm os problemas mais graves de trabalho infantil ou trabalho forçado, mas podem ser aqueles com a abordagem mais aberta para reconhecer estes problemas.

Apesar disso, a lista é um instrumento importante que os consumidores e as empresas podem utilizar para identificar os sectores onde persistem o trabalho forçado e os abusos de trabalho infantil. O verdadeiro desafio agora é implementar práticas empresariais que conduzam a padrões laborais, condições de vida e de trabalho mais elevados para os trabalhadores em todo o mundo.
Ângela Martins 25127

Dezanove.pt distingue personalidades e acontecimentos LGBT

O site de notícias e cultura LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros), dezanove.pt, distinguiu, pela primeira vez, as personalidades e acontecimentos que marcaram o panorama LGBT ao longo do ano de 2010. «Os Prémios dezanove visam dar visibilidade a situações merecedoras de destaque, mas igualmente denunciar situações em que a discriminação por homo e transfobia se fizeram sentir», explica em comunicado a equipa do dezanove.pt.

Os premiados, revelados esta manhã, incluem a Lufthansa na categoria Marca LGBT friendly pelo seu empenho nas questões da igualdade (a marca foi a patrocinadora principal do Arraial Pride de 2010 e do Lisbon Unplugged), e as revistas Time Out Lisboa e Time Out Porto - ambas com secções gay - na categoria de Media do Ano. Como campanha do ano foi distinguida a que apela para o sexo seguro entre casais homossexuais promovida pela Coordenação Nacional para a Infecção VIH/sida. Os Morangos com Açúcar foram distinguidos como programa de tv do ano por incluiurem pela primeira vez um casal de namorados homossexuais.
Veja a lista completa de premiados no site do Dezanove link externo.
O dezanove.pt foi criado em 2010 e afirma-se como o primeiro portal de informação LGBT português com informação actualizada diariamente e presença nas redes sociais. Em média conta com cerca 18 mil visitantes únicos mensais.
Nelson Marcelino 24769

sábado, 22 de janeiro de 2011

The Mitsubishi Live Drive





Valter Oliveira
Nº24644

Carlsberg oferece viagens à Patagónia, Finlândia e Suíça

A nova campanha da dinamarquesa Carlsberg, que dá pelo nome de “Cold Experience”, oferece aos seus consumidores a possibilidade de ganhar viagens para duas pessoas à Patagónia e à Finlândia, com programas detalhados e em regime de tudo incluído. A iniciativa decorre nos canais Alimentar e Horeca, de 15 de Janeiro a 31 de Março.

Para concorrer à Carlsberg Cold Experience, os interessados devem enviar os códigos inscritos nos six packs Carlsberg e nos cupões - oferecidos a todos os que consumirem a cerveja no canal Horeca - via sms ou online através da página oficial link externo da marca ou do microsite www.carlsbergexperience.com, onde estão também disponíveis todas as informações sobre a promoção.

Escolhido por sorteio, o vencedor da viagem à Finlândia terá a oportunidade de realizar, entre outras actividades, um safari com renas e cães esquimós ou pernoitar num igloo.

Sob o conceito “Uma pegada no gelo”, a viagem à Patagónia será atribuída ao consumidor que elaborar a frase mais original sobre o tema. Neste país, o vencedor poderá fazer o Circuito Chico com passagem pelo parque Nahuel Huapi em direcção a Cerro Catedral, o principal centro de esqui da América Latina, e um mini tracking pelos glaciares Perito Moreno.

No âmbito da ligação da marca ao universo da neve, decorrerá paralelamente um passatempo no Facebook, na página www.facebook.com/Carlsbergportugal, onde será oferecida uma viagem para cinco ao High Five Carlsberg, evento exclusivo da marca, a decorrer de 2 a 5 de Abril em Verbier, na Suíça. O grupo que apresentar um melhor desempenho ganha a viagem, que no seu programa dá a oportunidade de ver e participar no campeonato High Five, ter aulas de esqui e marcar presença na after party da Carlsberg.
Ângela Martins 25127

Chronopost: rede de proximidade nos serviços postais

Pick me! é a proposta da Chronopost Portugal para um mercado B2C que está em crescimento, impulsionado pelas vendas online e por catálogo. Aposta esta que deverá representar metade do crescimento da empresa em 2011.

«Pick me! é a solução que encontrámos para responder àquilo que é o grande desafio das empresas de transportes: o desenvolvimento do mercado B2C.» É desta forma que Olivier Establet, CEO da Chronopost Portugal, explica o lançamento no último trimestre de 2010 do serviço de proximidade que, a pensar nas necessidades dos clientes particulares, faz a entrega e recolha de encomendas.

A verdade, explica Olivier Establet, é que «o B2B é um mercado que nos últimos 20 anos amadureceu imenso em Portugal. Todos os operadores importantes estão cá. As ofertas estão cada vez mais profissionais e modernas, próximas do que há em toda a Europa». Mas, acrescenta, ainda há muitas empresas que têm as suas soluções, com frota própria, utilização de transportes mais tradicionais de mercadoria. A par disso, o mercado de transporte expresso no B2B está cada vez mais relacionado com a saúde da economia, ou seja, «quando o PIB não cresce, o mercado de B2B não manifesta indícios de crescimento», diz Olivier Establet.
Nelson Marcelino 24769

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Publicidade Online ultrapassa imprensa escrita nos EUA






O ano de 2010, como qualquer outro, passará para a história por vários motivos, mas no universo do web marketing será aquele em que pela primeira vez, o investimento em publicidade online ultrapassou o feito na imprensa escrita.


Foi assim nos EUA. A eMarketer prevê que neste ano o gasto em publicidade, em jornais e revistas desça 6,6% para 25,7 mil milhões de dólares, enquanto na Internet registará uma subida de 13,9% para 25,8 mil milhões.


A eMarketer arrisca também um cenário para 2011, onde aponta uma continuidade desta tendências. Para o próximo ano será esperado que a publicidade na imprensa venha a descer 25 mil milhões, enquanto no online continue a subir, desta vez para além dos 28 mil milhões"


Adaptado de Duarte Cenário


Já agora boas férias para todos ;)

João Delgado


Rivalidade entre Cristiano Ronaldo e Messi atinge nova dimensão



No último anúncio da Adidas espanhola, a conhecido marca também utiliza a rivalidade existente entre Messi e Cristiano Ronaldo...

O anúncio revela a evolução de um jogador (Messi) e as dificuldades que atravessa, com Cristiano Ronaldo, que tem contrato com a marca rival, também a surgir como exemplo.

João Cravino aluno nº25678

tecnologia futurista 2010 - 2025



Uma apresentação de 49 capítulos em slide show acerca de produtos na vanguarda da tecnologia.


João Cravino aluno nº 25678

Nunca fiando...a não ser que seja um Volkswagen

Causa Maior angaria 400 mil euros

A Causa Maior, iniciativa que o Modelo promove desde 2007, angariou na sua edição de 2010, 400 mil euros. O montante angariado será distribuído pelas mais de 70 delegações da Cruz Vermelha Portuguesa e aplicado em iniciativas ao longo de 2011, que visem suprimir necessidades de saúde e bem-estar dos seniores de várias zonas do país, promovendo uma maior integração social e combatendo a solidão e isolamento.

O total do valor angariado em 2010 resultou da venda do livro “Popota Show - Ao ritmo de uma Estrela” e das respectivas saquetas de cromos. O Programa Especial e a Gala da Causa Maior, transmitidos pela RTP, permitiram ainda angariar uma parte importante das verbas desta iniciativa.
Ângela Martins 25127

Levi’s lança jeans “waterless”

O impacto ambiental de um produto como um par de jeans - desde a produção de algodão e fibras, à expedição da peça para o consumidor que, depois, a lava vezes sem conta - levou a Levi’s a tomar uma posição em matéria de sustentabilidade e a lançar, este mês, nas suas lojas, as “waterless”. Terão o mesmo preço que a maioria dos modelos da marca, mas serão fabricadas com menos 28% de água. O que, multiplicado pelos 1,5 milhões de pares de calças que a Levi’s espera vender na próxima Primavera, representará uma poupança de qualquer coisa como 16 milhões de litros de água!

Em 2007, a Levi’s levou a cabo uma avaliação dos recursos utilizados na produção das suas 501 concluindo que, durante o ciclo de vida de um par de calças, são utilizados, em média, 3,480 litros de água. Como não podia transformar toda uma indústria, a marca focou-se no melhoramento do seu processo de “stonewash”.

A Levi’s prometeu também anunciar em Março uma parceria que visa possibilitar o acesso à água que conseguiu poupar no processo de produção dos seus jeans a populações carenciadas.
Nelson Marcelino 24769

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Direcção Comercial em Directo - Último Capítulo

Aqui está a derradeira apresentação.
Uma super produção realizada por João Delgado e "Francesco" CastelBranco, agente secreto do B_MI_arketing-3. Não podemos deixar de realçar o papel das belas "CastelBranco Girls" que acompanharam e protegeram o nosso agente em mais uma perigosa missão: enfrentar o malévolo Dr. "Du".

A chegada do nosso agente no seu bólide, acompanhado pelas CastelBranco Girls.


O ar confiante do nosso agente.


As CastelBranco Girls



No laboratório de pesquisas do B_MI_arketing-3 o colossal "JD", o génio inventor da agência de espionagem, B_MI_arketing-3 apresenta à plateia de directores da agência, os últimos gadgets tecnológicos ao dispor do nosso agente.


O nosso agente em retirada apressada, salvando da morte eminente os reféns do maléfico Dr. "Du".


Um trailer de toda a acção.

O nosso agente faz sinais de luzes para avisar o seu contacto da sua presença


"JD" apresenta o último brinquedo de Francesco CastelBranco


O nosso agente em fuga com os reféns



A arma secreta ao dispor do Agente 00007 Francesco CastelBranco



Eis a chegada de Francesco com os reféns à base do B_MI_arketing-3, sãos e salvos, para alegria de todos os membros da agência.



Os protagonistas da aventura.


The End

Uma produção 20 valores!

Natura IMB Hotels e Skiparque fortalecem Serra da Estrela


Em parceria com o Skiparque, o Grupo Natura IMB Hotels prepara-se para desenvolver novos produtos turísticos, com o intuito de criar mais pólos de atracção na Serra da Estrela e estabelecer sinergias no fortalecimento deste destino turístico.

O acordo de cooperação permite aos clientes das estruturas acederem aos serviços de ambas as empresas em condições preferenciais, partilhando informação que permite a criação e o desenvolvimento de novas propostas para o mercado.

Fonte: Marketeer Online ( http://www.marketeer.pt/2011/01/14/natura-imb-hotels-e-skiparque-fortalecem-serra-da-estrela/ )

João Aguilar N.º: 25704

Audi vs BMW



youtube.com por Carlos Sousa 24636

Competição entre marcas














































































































Valter Oliveira
Nº 24644

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Google lança concurso científico internacional para jovens talentos


A Google lançou um concurso científico internacional para jovens, cujo primeiro prémio é uma viagem de dez dias às ilhas Galápagos e uma bolsa de estudo de 50 mil dólares (38,5 mil euros).

“A Google quer descobrir os espíritos jovens mais brilhantes do mundo capazes de lhe propor projetos interessantes e criativos, pertinentes no mundo de hoje”, assegurou o grupo, em comunicado, citado pela AFP.
Os jovens, dos 13 aos 18 anos, podem concorrer individualmente ou em grupos de dois ou três e devem apresentar o seu projecto, em inglês, até 04 de abril.
Os projetos podem ser compostos por um “vídeo de dois minutos ou por um dossiê de 20 páginas, dando uma ideia geral” do que se pretende.
Posteriormente, um júri de professores vai examinar o conjunto das candidaturas e, no início de maio, “60 semifinalistas serão escolhidos”. Os projetos vão ser colocados online e serão objeto de votação aberta, a que se seguirá a atribuição de um prémio pelo público.
No fim de maio, a Google vai anunciar o nome dos 15 finalistas que serão convidados a visitar a sede do grupo, na Califórnia, onde um júri de reconhecidos investigadores, incluindo alguns prémios Nobel, vai proceder à votação final.
Os três vencedores serão designados em função da sua idade, de acordo com três categorias: 13-14, 15-16 e 17-18 anos.

TMN possibilita ligar para telemóveis através de mupis


A TMN apostou numa tecnologia inovadora que permite aos clientes TMN experimentar, em alguns pontos seleccionados, o novo tarifário “e” e fazer chamadas em alta voz, a custo zero e em qualquer horário, entre números TMN. Desde o dia 14 e até 25 de Janeiro é possível falar ao telefone a partir de um mupi numa acção desenvolvida em parceria com a JCDecaux. “Esta campanha demonstra o grande potencial de criatividade e inovação da comunicação de exterior» afirma Vera Paulino, directora comercial da JCDecaux. «A publicidade tem de conseguir surpreender e interagir com os seus públicos e essa é a grande premissa desta campanha» conclui. A Carat é a agência de meios responsável por esta campanha.

Gustavo Brás nº25033