segunda-feira, 24 de março de 2014

Os Cartões Cliente já eram.

   Hoje abordo a temática de que me estou de verás a apaixonar, Marketing Relacional. Neste sentido venho vós dar a conhecer uma nova e correta forma de gerir os clientes.
Em forma de contextualização, a gestão de clientes por vezes é entendida como uma lista associada a um cartão com as seguintes informações: nome, localidade, telefone, por vezes e-mail e pouco mais, e as empresas não conseguem ver a potencialidade dessas informações, como as preferências desse cliente. As inúmeras vantagens que se podem retirar destas informações para melhor servir o cliente e aumentar o volume de compras e o nível de lealdade à empresa.
   Assim surgir o Loyty. Alfredo Costa Neto, 53 anos, criador da Loyty, diz “o namoro com o cliente vai muito além da inserção de novos nomes numa mailing list ou num excel com números de telefone. Repare: um cliente entra na sua loja e compra um dos seus produtos. Ao pagar, você pede-lhe um email, um número de telefone, o que seja, para o incluir na base de dados dos clientes. Depois, sem qualquer critério, de cada vez que quer comunicar as férias, as promoções ou qualquer outra novidade da loja, envia um email ou um sms a esse cliente. O que é que acontece? O mais provável é que o cliente, vendo que é só mais um entre muitos outros, decida pedir para ser retirado da mailing list.” E garante que um cliente fidelizado pelo sistema tende a comprar mais 37% do cabaz de compras do que um cliente comum.
   Isto na teórica é muito bonito, e depois na prática? Devem estar vocês a perguntar (e com toda a razão) e a enumerar uma série de questões relacionadas como a compatibilidade com os softwares já existentes ou a necessidade de comprar uns novos. Para responder a essas questões construíram uma plataforma aberta, ou seja, a possibilidade de que qualquer empresa, independentemente do software de gestão que possuísse anteriormente, pudesse ver respondidas as suas necessidades através da Loyty
   O Loyty desenvolveu também um conceito de premiar o cliente com benefícios direcionados a cada um através das suas compras e preferências e, ao mesmo tempo, reforça a comunicação e torna-a sistematizada. “Cria quase uma relação um para um com o cliente”.
   Para qualquer empresa ter acesso ao software da Loyty tem uma mensalidade desde 50 euros. E o criador garante que, com a ferramenta, as empresas veem resultados quase imediatos. Em três meses, por exemplo, a Seaside aumentou 150 mil cartões de cliente o que significou uma faturação de 100 mil euros.



fonte: http://www.dinheirovivo.pt/Faz/Artigo/CIECO324725.html?page=3

Enviar um comentário