quarta-feira, 26 de março de 2014

Facebook compra empresa de realidade virtual


A empresa em questão é a Oculus que se encontra a trabalhar no desenvolvimento de óculos de realidade virtual. A Oculus é uma startup americana recente que se iniciou no site de financiamento coletivo Kickstarter. Tinham como objetivo angariar 250 mil dólares mas conseguiram 2,4 milhões.

A compra feita foi por cerca de 2000 milhões de dólares, ou seja, 1400 milhões de euros, e serão pagos a maior parte por ações. Ambas as empresas explicaram o negócio previsto: no comunicado da Oculus, a empresa afirma que o objetivo é inovar e contratar os melhores e os mais inteligentes e que quer contribuir para um mundo mais aberto e ligado e que a realidade virtual será o próximo passo.

Mark Zuckerberg (presidente executivo do Facebook) foi mais concreto: “Depois dos jogos, vamos tornar a Oculus numa plataforma para muitas outras experiências. Imaginem apreciar um jogo num lugar na bancada do court, estudar numa sala de aula com alunos e professores de todo o mundo, ou ter uma consulta cara a cara com um médico – apenas pondo uns óculos em casa. Isto é mesmo uma nova plataforma de comunicação. Ao sentirmo-nos verdadeiramente presentes, podemos partilhar espaços e experiências sem limites com as pessoas da nossa vida. Imaginem partilhar não apenas momentos com os vossos amigos online, mas experiências e aventuras inteiras”.

Mas será esta nova plataforma de comunicação aceite por toda a comunidade? A realidade mais próxima que a maior parte de nós teve de realidade virtual foi nos filmes e esta nova plataforma será um passo enorme na sociedade. Ambos os lados poderão ser explorados pois é um avanço da tecnologia mas por outro lado estaremos dispostos a deixar de sair de casa para ir ao médico ou para partilhar experiências com os amigos? O “apenas pondo uns óculos em casa” poderá ter as suas consequências como o aumento do sedentarismo e da inatividade física.

Fonte: público.pt
 
Ana Henriques 29330
 

Enviar um comentário