sábado, 22 de março de 2014

Criatividade no SXSW

SXSW, festival que reúne músicacinematecnologia e inovação, não se destaca só nestes aspectos. Quando se tratam de acções de marketing o festival também dá que falar. 
Pessoas do mundo inteiro participaram neste espectáculo, que foi realizado em Austin, Texas, Estados Unidos, e tiveram oportunidade de presenciar as acções de diversas marcas que não se descuidaram na criatividade.
Exemplos de Acções:

Oreo
A Oreo montou uma máquina, em parceria com o Twitter, que imprimia biscoitos em 3D à escolha do cliente.

Doritos
PepsiCo levou ninguém menos do que Lady Gaga para o SXSW, como uma acção de marketing para o salgadinho Doritos.

Com o intuito de aumentar a interação com o público, a marca seguiu a estratégia do ano anterior e usou o Twitter ao seu favor. Dessa vez, os seguidores deveriam aceitar alguns “desafios ousados” para ter a oportunidade de assistir ao show da Lady Gaga, que foi aberto apenas para convidados.
Além disso, a marca levou a máquina – interativa - de Doritos ao evento, que, assim como a da Oreo, funcionava a partir de tuítes dos participantes.

HBO

O canal de televisão HBO também desenvolveu uma estratégia para aproximar o público da sua marca. Em especial para os fãs da série “Game of Thrones”.
A marca preparou uma exposição imersiva do “Game of Thrones” aberta a todos os participantes do SXSW. Com cerca de 100 objetos, a exposição pretendeu transportar os fãs da série para o mundo onde os personagens vivem.

NBC

Outro canal de televisão presente no evento foi o NBC. Para divulgar o programa de comédia “Late Night with Seth Meyers”, a marca distribuiu hambúrgueres aos participantes do evento, por meio de um caminhão.
Além disso, o NBC firmou parceria com o programa oficial de aluguel de bicicletas do SXSW para proporcionar passeios livres e promover a hashtag #SethXSW.

Subway

A marca de lanches Subway também apostou na interatividade com o público e criou algumas estratégias para se aproximar dele.
Com espaços e caminhões destinados aos “esfomeados”, a marca desenvolveu uma espécie de “jogo mental" para deixar as pessoas com mais fome. Nele, os funcionários da rede de fast food colocavam monitores cerebrais nos participantes e pediam para que eles pensassem em como seria um determinado produto da marca. O pensamento mais inusitado ganhava mimos.
Aos que já trabalharam com o apetite no jogo, o Subway desenvolveu o horário “snack”. O público deslocava-se a um caminhão com produtos da marca, onde poderiam ganhar brindes e presenciar novas acções, como o design de roupas com embalagens da marca.

Inês Costa nº28797
Fonte: Exame.com

Enviar um comentário