sábado, 5 de março de 2016

8 Previsões de Como Será o Futuro do Marketing

Os profissionais de Marketing buscam olhar para o futuro, tentando antecipar tendências, seja para as suas marcas ou para os seus clientes.
Assim como a tecnologia, o comportamento do consumidor irá evoluir de maneira imprevisível entre 2015 e 2020.
Entender como as marcas irão se conectar com as pessoas no futuro, fará uma grande diferença para o planeamento e definição de estratégias já a partir de agora.
O que algumas das principais mentes em Marketing prevêem para o futuro?
Um artigo recente de Jeff Beer na Fast Company apresentou 25 tendências que irão mudar o Marketing nos próximos cinco anos.
Aqui estão 8 tendências que terão maior impacto sobre o futuro do marketing.

1. Orçamentos serão direcionados para a tecnologia

Depois de 50 anos utilizando métodos tradicionais de Marketing – no estilo da série telesivaMad Men, com fortunas sendo gastas em anúncios e agências de publicidade – há uma rápida mudança para uma orientação centrada no cliente e fortes investimentos em tecnologia.
Em vez de contratar agências para seu marketing, publicidade e compra de mídia, o CMO (Chief Marketing Officer) cada vez mais usará a tecnologia para obter dados sobre os clientes, melhorar tomadas de decisões e a eficácia da execução de campanhas

2. Os dados dos clientes serão cada vez mais precisos

Os CMOs futuros irão usar tecnologias, com o objetivo de ter acesso em tempo real sobre qualquer coisa que queiram saber sobre segmentos de clientes.
A tecnologia terá capacidade de unificar uma imagem completa de cada cliente. Assim, os executivos de Marketing irão usar os dados cumulativos de cada cliente para construir e ampliar as relações com eles em grande escala.

3. A necessidade de um bom conteúdo será crescente

conteúdo visual irá dominar o mundo do marketing on-line, evoluindo em várias formas.
Além disso, a velocidade com que uma marca criará conteúdo útil, relevante e impactante, irá desempenhar papel fundamental no seu sucesso.

4. Conteúdo personalizado será entregue em escala

No futuro, será possível aos CMOs criar uma experiência ultra-personalizada para cada cliente e fazer isso em grande escala.
As marcas irão precisar de um mix de conteúdo útil e autêntico, bem como uma mix de canais que irá fornecer conteúdo personalizado onde quer que o cliente passe.
Em dupla função, a tecnologia irá reunir os dados de várias fontes e construir uma visão completa e precisa do cliente, como usará essa visão para personalizar experiências.
A tecnologia também fará com que seja possível aumentar o impacto dessa experiência de forma contextual, ou seja, no momento certo e no lugar certo.

5. Mobile vai se tornar o centro do marketing

Existem mais dispositivos móveis do que pessoas no nosso planeta. A evolução do mobile já é um dos principais fatores que já influenciam o mundo do marketing.
Aproveitando o poder crescente do mobile, as marcas serão capazes de criar uma relação ainda mais personalizada com os seus clientes.

6. Conteúdo também será gerado pelos clientes e usuários

O conteúdo gerado por clientes e usuários irá superar o conteúdo criado pela marca para seus clientes.
Desde opiniões on-line e posts em blogs e mídia sociais, haverá uma tendência das empresas em co-criar conteúdo em parceria com seus consumidores.
O ingrediente mais importante nisso tudo é a autenticidade. Também é imperativo que as marcas criem uma identidade forte nas mentes e corações dos seus clientes.

7. As marcas irão se comportar como empresas de produtos e não como empresas de serviços

Enquanto as empresas de serviços têm como objetivo fazer um cliente feliz e renovar o contrato com ele, empresas de produtos irão prosperar com a inovação.
Para as empresas do futuro, a satisfação e a retenção de clientes já não será suficiente. Elas terão de inovar de forma eficiente para criar mais valor para os seus clientes. No entanto, um excelente serviço nunca sairá de moda.

8. Métricas mais precisas

A maioria das marcas mede o sucesso do marketing focando em métricas de “vaidade”, como likes, curtidas, compartilhamentos ou tweets.
No futuro vamos testemunhar o surgimento de melhores ferramentas analíticas para ajudar os marketeiros a avaliar o sucesso de suas campanhas.
Fontes: Fast CompanyForbes e Xconomy.

Enviar um comentário