sábado, 21 de março de 2015

Amazon já pode testar serviço de entregas com drones



Regulador norte-americano deu luz verde à Amazon para começar a testar o projecto “Amazon Prime Air”. Os testes terão que ser realizados por um grupo de pilotos treinados.
A US Federal Aviation Administration (FAA), o regulador norte-americano do sector da aviação, deu luz verde à Amazon para começar a testar o projecto “Amazon Prime Air”, que permitirá à retalhista online fazer entregas com drones.
Apesar de ter concedido a autorização, a autoridade reguladora impôs uma série de condições que terão que ser cumpridas pela Amazon durante este período de testes. Em primeiro lugar, os testes aos veículos não tripulados terão que ser conduzidos por um grupo de pilotos treinados, os quais terão que ter sempre acesso visual aos aparelhos. Para além disso, os drones apenas poderão voar durante o dia e nunca a uma altitude superior a 120 metros. A Amazon terá ainda que comunicar à FAA o número de voos que pretende realizar, bem como relatórios mensais dos testes.
Apesar de tudo, a decisão representa uma semi-vitória da Amazon, uma vez que, ainda no mês passado, a mesma autoridade havia decidido que os drones nunca deveriam ser utilizados para entregar encomendas. De resto, a legislação norte-americana prevê que este tipo de aparelhos apenas possa ser utilizado para fins recreativos, embora a FAA se encontre a rever as leis no sentido de estender a sua utilização a fins comerciais.

Enviar um comentário