terça-feira, 31 de março de 2015

A guerra pela publicidade online

A guerra pela publicidade online
"Anunciantes, como as gigantes tecnológicas Google e Microsoft, e donas de software de bloqueio de anúncios estão em pé de guerra pela publicidade online.
Os softwares Adblock Edge e Adblock Plus, tal como a ferramenta mobile Disconnect, entre outros, impedem o aparecimento de publicidade em páginas web, desde pop-ups a pre-roll. É um fenómeno que gera impacto nas receitas dos sites, já que é estimado o número de 144 milhões utilizadores mensais deste tipo de software de bloqueio publicitário, ou 5% do total da população online. O estudo é da Adobe e da Page Fair, que conclui ainda que, só no ano passado, o número de pessoas que utiliza este tipo de software aumentou 70%.
Os anunciantes tentam contornar a situação com a aplicação de estratégias que não são consensuais para a resolução do problema, seja com o recurso ao dinheiro, aos tribunais ou à inovação tecnológica.
A Google, Amazon e Microsoft, entre outras, pagaram à Eyeo, startup responsável pelo Adblock Plus, com o objectivo de que esta acabe com o software, mas apenas obteve uma lista com os anúncios que são considerados “aceitáveis”, avança o Financial Times. Por outro lado, grupos de media alemães como ProSiebenSat.1 e RTL recorreram aos tribunais para processar a startup, declarando que está a adoptar um comportamento anti-competitivo.
Já os canais ingleses ITV e Channel 4 apostaram em tecnologia para combater o próprio software de bloqueio, nomeadamente com a recusa de carregar vídeos quando seja detectada a utilização de um dos softwares. Infelizmente, sublinha o Financial Times, esta não é uma estratégia eficaz, já que não impede que muitos utilizadores desistam de ver o conteúdo impedido.
Perante a ineficácia, a aposta direcciona-se para a inovação tecnológica. A empresa Secret Media, de Nova Iorque, está a desenvolver uma ferramenta que permite às empresas enviarem publicidade em vídeo, nos seus sites, sem que o Adblock detecte. Esta ferramenta já é utilizada por grupos de media europeus com a divulgação de 10 minutos de anúncios por dia. “Os anunciantes pagam por visibilidade e atenção. Mas este é o motivo para que a Internet tenha crescido e continuar a crescer tão depressa. Nós queremos ajudar este ecossistema a sustentar o seu crescimento”, explica Frédéric Montagnon, co-fundador da Secret Media."
http://marketeer.pt/2015/03/30/a-guerra-pela-publicidade-online/

Enviar um comentário